CIPLE Writing Samples + Other Writing Exercises

Just to complicate the issue…and sorry Patrick to slightly disagree but…nowadays in the UK “Garage Sales” are sales by a single householder usually on his/her front drive whereas “Car Boot Sales” are mass organized events, occurring on a weekly or monthly basis which feature scores, sometimes hundreds, of stalls selling all sorts of stuff. There are usually entry fees for both the merchants and the visitors.

Hi Stephen, it was both easy to understand and very enjoyable to read. I learnt some new words, including the word for river ferry (which I’ve now forgotten and can’t find in your text!) but I don’t know what geocaches are.

Thanks for the update. Glad you liked it!

IIRC: ferry = balsa

And geocaching is gps based treasure hunting: https://www.geocaching.com/play

1 Like

@stephencanthony :+1: By the way, balsa isn’t that commonly used, hah. Ferry is used often, or just barco.

1 Like

Thank you Joseph - I was hoping you would take the time to do this. I realize it was a big ask and it is much appreciated.

I was trying some non indicative verb forms, so I’ll go back and note my intent and compare to your corrections.

1 Like

I could be twitter doom-scrolling today, but am trying to keep my mind off of things. So I wrote a (true) story of better days:

=================================================
Tenho um sobretudo. Tinha tido há quatro anos. E tem uma conta.

A minha filha é uma patinadora. Quando era uma menina, a sua equipa das patinadoras exigiu roupas esportivas da equipa para competições. Quando as roupas era velho, a equipa vendeu-as para ganhar dineiro. Porque todas as pessoas da equipa eram meninas e as mães delas, todas das roupas eram de meninas ou mulheres. Eu comprou o mais maior tamanho de casaco de inverno. Felizmente, era muito barato.

Mas, eu sou alto, quase dois metros. E este casaco era o mais maior tamanho de mulheres, mas era pouco pequeno para mim. Depois de dois anos, a minha filha abandonou a equipa para fazer tempo de estudar. Porque o casaco não fica-me bem, e não estávamos associar com a equipa, eu quis um novo casaco… um sobretudo de lã.

Eu soube nada de sobretudos. Em primeiro eu aprendi há muitos estilos de sobretudos, Por exemplo: Ulster, Chesterfield, Paletot, Trench e outros. Todos são diferentes. Quis um longo, até os meus joelhos, e de lã… um estilo chama-se Covert. Pensei de conseguir comprar dum facilmente. Mas não foi.

Eu pedi websites de lojas para homens. Eles tinham o que chamaram sobretudos, mas, não eram sobretudos. Por exemplo, eles chamaram um Peacoat um sobretudo. São diferentes! Um sobretudo é sobre tudo! Sobre um casaco o um suéter, por exemplo. Um Peacoat não faz sobre um casaco.

Não consegui descobrir o que quis. Considerei um sobretudo feito sob medidas. Em inglês ‘Bespoke’. No entanto, estivesse muito caro. Eu quis barato!

Finalmente, tive uma ideia - um sobretudo usado. Habitualmente, não gosto de comprar roupas usadas, porque, os tamanhos não estão organizado. Demora muito tempo para descobrir o tamanho correcto, e com um estilo agradável. Então - um sobretudo usado, mas onde de encontrar?

Eu pedi websites de novo para lojas com roupas usadas para homens. Encontrei uma loja no cidade de Cambridge (nos EUA). Chama-se Keezers. As revisões de Yelp disse que John Kennedy comprou roupas quando atendei Harvard. E também fora da loja o aspeto da loja era muito sujo. Os janelas estejam coberto com fuligem.

Uma semana mais tarde, no Sábado, a minha mulher e eu fomos à Cambridge. Comemos um pequeno-almoço num restaurante do cozinha palestina. Eu descobri que queijo e mel juntos são muito saborosos. Depois de comemos, andámos á pé à loja.

Depois de um quilómetro eu vi um edifício muito sujo. As paredes eram manchar com água e as janelas eram sujas. Quase não consegui perceber as luzes dentro da loja pelas janelas. Eu abri a porta e encontrei muitos cartões de roupas na sala de entrar. Na sala principal, nós encontrámos muitos cabides das roupas. Camisas, calças, fatos, tuxedos! E todas as roupas eram organizado! Nós descobrimos os cabides de sobretudos - tinham muitos. Eu provei um e a minha mulher disse não, também um outro. Finalmente, descobrimos um de cor azul, de caxemira. A minha mulher disse - sim! Fica-me bem! Eu olhei com atenção ao sobretudo e não observei defeitos. E o preço era bem. 200US$. Era ótimo!

Nós levámos o sobretudo à caxia. Quando o empregado via o preço, ele disse «Está com sorte que ninguém dos empregados são tão alto». Porque? «Porque esse sobretudo custa 2.000US$ quando novo. È um Canali, uma marca italiana. Muito cara. 200US$ está pechincha. Parabéms!»

Há quatro anos e gosto muito de sobretudo!

2 Likes

Bom dia, @stephencanthony!
“I could be twitter doom-scrolling today, but am trying to keep my mind off of things.”
Oh, boy! I know what you mean! :cry:
However, your story is quite nice and does help to take the mind off the current event!
Thanks for posting it! :slightly_smiling_face:

1 Like

Sorry, @stephencanthony. At last!

@Joseph - thank you as always - couple of questions below

I was going for the sense of “Would or Might Be Covered” - hence I was trying to use the conjunctive tense. Is that (even close to) correct?

Here I was going for the PPS - After we ate… but your correction seems to indicate future. Am I understanding this correctly?

1 Like

Hm, no, doesn’t fit. If you wanted to say that not all windows were covered, you could say, for example, that some/many windows were covered (algumas/muitas janelas estavam cobertas).

My correction uses the personal infinitive. Easy to confuse with the future subjunctive, because the conjugations look the same for regular verbs. One trick I use is to replace the verb with an irregular one, where the two tenses are different, and see which conjugation fits - but this is rather advanced! Anyway, in English, this would be closer to “After eating,…” than “After we ate,…”.

1 Like

It’s been a while - have been doing a lot of reading (and speaking). But finally getting back to some writing. Note that in Google Docs (where I drafted this), there’s quite a bit of auto correct - I had one of my verb conjugations (in the present) corrected to the conditional. Whether this is good/bad is debatable. Anyway, in the spirit of the season:

As pessoas que vivem em zonas temperadas na Terra, costumam saber de quatro estações do ano. Primavera, verão, outono e inverno. Mas, em Nova Inglaterra (nos EUA), temos cinco.

E verdade… Cinco estações do ano. Do que é a quinta?

É a estação de lama.

Após de inverno, mas antes de chega da primavera, o chão fica-se derretido, e a sujeira fica-se de lama.

Esta estação demora de quatro ou cinco semanas. Com muita chuva, é possível que as trilhas de floresta estejam intransitáveis.

Muitas pessoas tentam andar a pé e deixam pegadas na lama. À noite, a temperatura caiu embaixo de zero, e as pegadas ficaram com gelo. As trilhas são muito difíceis de andar a pé por causa do chão acidentado.

Finalmente, a meio de Abril, as trilhas ficam-se seca e a primavera chega. Estação de Lama é acabado!